Ação preventiva foca na importância do diagnóstico precoce da Hanseníase

Realizado pela Prefeitura de Registro, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, através da Diretoria de Vigilância em Saúde, com apoio do Centro Municipal de Fisioterapia e Reabilitação, o Dia H da Campanha Nacional de Combate à Hanseníase, aconteceu no último sábado, 25 de janeiro, na UBS Centro e foi acompanhado pela diretora de Vigilância em Saúde, Cintia Zilda de Almeida e pela enfermeira e responsável pelo Programa Municipal de Hanseníase, Fabiane da Silva Fortes da Motta.

No Janeiro Roxo desse ano, mês de conscientização sobre a Hanseníase, foram distribuídos informativos e orientações para a população que compareceu à ação. Na avaliação, os casos suspeitos, com manchas e diminuição de sensibilidade, foram encaminhados para a dermatoneurológica, destes, somente três estão em investigação.

“De acordo com a Vigilância Epidemiológica, a ação foi positiva. Quem não pôde comparecer no sábado, a orientação é para que as pessoas procurem a Unidade de Saúde mais próxima da sua casa. O nosso desafio ainda é o diagnóstico precoce, mas Hanseníase tem cura e podemos ajudar”, alerta a secretário municipal de Saúde, Edson Gauglitz.

Lembrando que a Hanseníase é uma doença infectocontagiosa e transmitida de uma pessoa doente, que não esteja em tratamento, para uma pessoa saudável suscetível. Embora tenha cura, pode causar incapacidades físicas, se o diagnóstico for tardio ou se o tratamento não for feito adequadamente.

Hanseníase tem cura e o tratamento é gratuito.





























Próxima NotíciaAplicativo Zeladoria de Registro está disponível também para iOS Aplicativo Zeladoria de Registro está disponível também para iOS