CRAM promove oficinas com o tema “Mulheres e Cidadania Ativa”

Centro de Referência também ofereceu às mulheres materiais informativos sobre seus direitos.
O CRAM - Centro de Referência de Atendimento a Mulher de Registro iniciou no mês de agosto oficinas de capacitação para as mulheres colaboradoras da Frente de Trabalho do Município, com programação até dezembro de 2013. O objetivo das oficinas é favorecer o processo de reflexão coletiva sobre a situação e a condição das mulheres para estimular a análise e o debate sobre a desigualdade entre gêneros e os caminhos para sua superação.

As oficinas são ministradas pela coordenadora do CRAM, Rosa Martins, e pelas técnicas da equipe, atendendo as 56 mulheres da Frente, divididas em três grupos. Cada grupo é contemplado uma vez por mês, sendo que o tema principal da formação é “Mulheres e Cidadania Ativa: Construindo Políticas de Igualdade”. Serão cinco oficinas com os subtemas: Ser Mulher, Gênero e Família, Mulheres e Trabalho, Violência de Gênero, Políticas de Igualdade.

“Em agosto trabalhamos o tema Ser Mulher, onde as mulheres sentiram-se motivadas a buscarem a autovalorização, a autonomia financeira e a profissionalização. Muitas delas admitem que precisam primeiramente dar continuidade aos seus estudos para melhorar o nível de escolaridade. Algumas já tomaram essa iniciativa e estão motivando as amigas”, explica Rosa Martins.

“Considero muito importante esta iniciativa do CRAM, pois muitas de nós desconhecemos algumas informações que podem fazer a diferença em nossa vida, enquanto mãe, esposa, trabalhadora e principalmente enquanto mulher”, afirma Raquel Janaina Fernandes.

O Centro de Referência ofereceu às mulheres materiais informativos sobre seus direitos e onde buscá-los, principalmente a cartilha da Lei 11.340/2006 (Lei Maria da Penha).
Próxima NotíciaAplicativo Zeladoria de Registro está disponível também para iOS Aplicativo Zeladoria de Registro está disponível também para iOS