Escolas rurais de Registro irão receber projeto de prevenção ao trabalho infantil

Prefeito assinou Termo de Cooperação durante evento na EMEF Josino Silveira.
Com objetivo de capacitar atores envolvidos na rede de proteção à criança e prevenir o trabalho infantil, Registro implantará o Projeto Escola e Comunidade Criança não Trabalha. Fruto de parceria entre a Fecomerciários (Federação dos Empregados no Comércio do Estado de São Paulo), Fórum Paulista de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil e Prefeitura de Registro, o projeto piloto funcionará na EMEF Josino Silveira e escolas vinculadas do Votupoca e Areado.

O Termo de Cooperação Técnico-Financeira foi assinado pelo prefeito Gilson Fantin e pelo presidente da Fecomerciários, Luiz Carlos Motta, durante solenidade realizada na Escola Josino Silveira na manhã de segunda-feira, 10/03. Também assinaram o Termo a diretora da DRADS, Ana Lourdes Fideles de Oliveira, a presidente do Sindicato dos Comerciários de Registro, Rosemeire Lara dos Santos Novaes, e a secretária municipal de Educação, Simone Patrícia Castilho Cunha.

Ao agradecer à Fecomerciários pela parceria, o prefeito Gilson destacou a importância de investir nas crianças e adolescentes. “Hoje as oportunidades vêm por meio dos estudos, da qualificação profissional e de projetos como este, que protegem o direito das crianças de brincar e estudar”, afirmou. O presidente da Fecomerciários ressaltou que o projeto piloto realizado em Registro será exemplo para outras cidades e regiões, pois é a primeira vez que é voltado para a zona rural. “Tenho certeza que será um sucesso. É uma semente que iremos colher no futuro”, concluiu Luiz Carlos.

A solenidade contou com a presença da presidente da Câmara, Dra. Inês Kawamoto, dos vereadores Cleiton Peniche e Maurício Martins, presidente do Fundo Social de Solidariedade, Maria Amelia Fantin, secretária de Assistência e Desenvolvimento Social, Cristiane Marques, da diretora da EMEF Josino Silveira, Eliane Ferreira, professores e alunos.

O PROJETO

O Projeto Escola e Comunidade Criança não Trabalha prevê a capacitação de 35 representantes das áreas da educação – sendo 27 professores -, saúde, assistência social, cultura, Conselho Tutelar e CMDCA para atuarem junto aos alunos e comunidade. A proposta pedagógica foi elaborada pelo professor Paulo José de Lara Dante e os parceiros do Fórum Paulista de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil e do Ministério Público do Trabalho. O intuito do projeto é conscientizar a sociedade sobre o dever de garantir à criança e ao adolescente o direito de ter uma infância saudável e assistida, com condições para estudar e se desenvolver, de forma que possam se tornar adultos plenos ao exercício da cidadania.





























Próxima NotíciaAplicativo Zeladoria de Registro está disponível também para iOS Aplicativo Zeladoria de Registro está disponível também para iOS