Live de Sofrência e repertório inusitado no “Arte In Casa”

O modo sofrência foi ativado em live da Mara Andrad, legítima representante do gênero musical na cidade de Registro e em outros lugares onde costuma se apresentar. A artista preparou um set list com 36 canções e ainda presenteou os espectadores com interpretações inusitadas como Medo da Chuva de Raul Seixas.

A sétima live do projeto Art In Casa aconteceu na última sexta-feira (07), com simbologia ou não, manteve sua qualidade musical e a transmissão alcançou público na França, Japão EUA, América Latina e todo o Vale do Ribeira. Mara Andrad encerrou sua participação com uma composição própria e foi “chique na butina”.

Para os interpretes de libras, Thiago Macedo e Ingrid Carvalho, o repertório foi um dos que mais exigiu a linguagem corporal.

As lives do projeto “Arte In Casa” acontecem todas as sextas-feiras com transmissão ao vivo nas plataformas digitais da Prefeitura de Registro e da Secretaria Municipal de Cultura.

A atração da próxima sexta-feira, 14/08, será um Workshow de Bateria com Jhon Ricky Todos estão convidados para esta experiência. A partir das 20h.

O “Arte In Casa” é uma realização da Prefeitura de Registro, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, Turismo e Economia Criativa e conta com o apoio do Conselho Municipal de Políticas Culturais, da Infovale e Som da Ilha.





























Audiência Pública para elaboração e discussão da LOA 2021 será online Notícia AnteriorAudiência Pública para elaboração e discussão da LOA 2021 será online Próxima NotíciaHorários de atendimento psicológico Horários de atendimento psicológico