Registro celebra Tooro Nagashi

Com estrutura maior, evento atraiu cerca de 25 mil pessoas à Praça Beira Rio.
Tradicional cerimônia japonesa que presta homenagem aos antepassados, o Tooro Nagashi chegou à 59ª edição em Registro, atraindo cerca de 25 mil pessoas à Praça Beira Rio nos dois dias de evento - 1 e 2 de novembro. Realizado pela Comissão do Centenário da Colonização Japonesa, Bunkyo, ACER, Prefeitura de Registro e Nichirenshu Emyoji, o Tooro Nagashi contou com apoio da Secretaria de Cultura do Governo do Estado de São Paulo, Sabesp, Sicredi, Autopista Régis Bittencourt/Arteris e Amavales.

O evento recebeu visitantes de toda a região e excursões vindas de Curitiba (PR), Sorocaba, São Paulo e Santos. A comitiva da cidade japonesa de Nakatsugawa, que visitou Registro durante três dias, também prestigiou a cerimônia. Além do prefeito Setsuji Aoyama e da primeira-dama Tomoko Aoyama, também vieram do Japão o presidente do convênio Cidades-Irmãs Jun Sugimoto e a esposa Yoko, o presidente da Câmara, Kenzo Takami, membros do Rotary Club, Lions Club e diretores municipais, num total de 24 pessoas.

O Tooro Nagashi começou na manhã de 1º de novembro com a cerimônia inter-religiosa no Cemitério da Saudade. A partir das 19h30, a programação seguiu na Praça Beira Rio com apresentações de danças japonesas e taikô. No sábado, 2/11, pela manhã o culto Seicho-No-Ie em memória das vítimas de acidentes na BR-116 foi celebrado próximo à ponte do Rio Ribeira, às margens da Rodovia que corta o município.

Na Praça, o Tooro Nagashi começou às 10h com exibições de sumô. Pela primeira vez a estrutura contou com arquibancada para acomodar o público, além de área vip para as autoridades e uma grande tenda para as apresentações culturais. Às 17 horas, a cerimônia para purificação das águas do Rio Ribeira antecedeu o culto inter-religioso em homenagem aos antepassados e a soltura dos barquinhos coloridos, espetáculo que atrai milhares de pessoas às margens do rio.

O Tooro Nagashi seguiu até tarde da noite com apresentações culturais e encerrou com uma grande queima de fogos. Na Praça de Alimentação, as barracas foram exploradas por entidades de Registro, como o Bunkyo, ACER, ARJU, Arteme, Cooperostra, CRIFF, Fenivar, Escola Japonesa do Bunkyo e também a Escola Japonesa da UCES (União Cultural e Esportiva do Sudoeste).





























Próxima NotíciaAplicativo Zeladoria de Registro está disponível também para iOS Aplicativo Zeladoria de Registro está disponível também para iOS