Saúde de Registro retoma projeto de atenção especial a parturientes e recém-nascidos

Em pouco mais de um mês de trabalho foram realizados 117 atendimentos pelo Projeto Vida Nova.
Com a proposta de captar precocemente crianças nascidas no Município e garantir que elas tenham acompanhamento adequado por profissionais da saúde desde os primeiros dias de vida, a Prefeitura de Registro, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, retomou em fevereiro o Projeto Vida Nova. Em pouco mais de um mês de trabalho foram realizados 117 atendimentos.

Este Projeto, que estava inativo desde 2009, tem o objetivo de reduzir os índices de mortalidade materno-infantil. A inciativa preconiza que a primeira consulta do recém-nascido seja com médico pediatra e a visita pelas equipes do programa de saúde da família, nos primeiros sete dias de vida.

Composto por uma equipe multidisciplinar, o Vida Nova conta com a participação de nutricionista, fisioterapeuta, psicólogo e terapeuta ocupacional, coordenados pela pediatra, autora do projeto e articuladora do NASF, Paula Frassinetti.

“A visão da equipe atual tem como objetivo não só captar precocemente o RN e a puérpera para o atendimento na atenção básica, mas ter um olhar diferenciado para os riscos e vulnerabilidades deste binômio mãe e filho”, afirmou a pediatra.

De acordo com Paula Frassinetti, o apoio do Governo Municipal é fundamental para que o projeto continue prezando pela saúde das mamães e dos bebês registrenses. “O prefeito Gilson e o secretário de Saúde, João Sakô, viram a importância do acolhimento e da pactuação com as diretrizes da rede cegonha. É fundamental essa preocupação do Governo Municipal em trabalhar de forma preventiva desde o nascimento da criança”.

Com este acompanhamento individual, as mães são orientadas a alimentarem os filhos exclusivamente com o leite materno durante os primeiros seis meses. Além disso, é verificado de perto o crescimento e o desenvolvimento neuropsicomotor do bebê, que tem garantidas consultas com pediatras, intercaladas com os médicos de família, até o segundo ano de vida. Durante as visitas, a equipe também certifica se a criança foi vacinada contra a hepatite B e realiza o teste do pezinho, orelhinha e coraçãozinho.

COLABORAÇÃO

O projeto é realizado em parceria com o Hospital e Maternidade São João e conta com o apoio e cobertura nos finais de semana dos técnicos do alojamento conjunto do hospital. As visitas são realizadas de segunda à sexta pela equipe multidisciplinar da Secretaria Municipal de Saúde, no período da manhã.





























Próxima NotíciaAplicativo Zeladoria de Registro está disponível também para iOS Aplicativo Zeladoria de Registro está disponível também para iOS