Secretaria Municipal de Saúde realiza Campanha de Vacinação contra Gripe

Unidades de Saúde de Registro funcionarão neste sábado, 26 de abril, para vacinar a população alvo da campanha.
Começou nesta terça-feira, 22, e segue até o dia 9 de maio a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe. Em Registro, a Secretaria Municipal de Saúde está empenhada em vacinar a população alvo e neste sábado, 26 de abril, todas as unidades de Saúde funcionarão das 8h às 17h especialmente para aplicar a vacina contra Influenza.

A novidade deste ano é a ampliação da faixa etária para crianças de seis meses a menores de cinco anos. No ano passado, o público infantil foi de seis meses a menores de dois anos. A meta do Ministério da Saúde é vacinar 80% do público-alvo da campanha, que no Brasil é de 49,6 milhões de pessoas.

Além das crianças de seis meses a menores de cinco anos, integram o grupo considerado de risco para complicações por gripe: pessoas com 60 anos ou mais, trabalhadores de saúde, povos indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional. As pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis ou com outras condições clínicas especiais também devem se vacinar. Para esse grupo não há meta específica de vacinação.

Segundo a chefe da Vigilância Epidemiológica da Prefeitura de Registro, Ezeiza Stockler, o aumento da faixa etária para os menores de cinco anos tem a meta de reduzir casos graves e óbitos da gripe, pois a vacinação beneficia tanto a criança que recebe a vacina, como também os grupos mais vulneráveis que convivem com ela, como os idosos. “O fato de as taxas de internação em crianças menores de cinco anos terem se igualado a dos idosos em 2013 também contribuiu para a escolha deste grupo”.

A escolha dos grupos prioritários segue recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS). Esta definição também é respaldada por estudos epidemiológicos e pela observação do comportamento das infecções respiratórias, que têm como principal agente os vírus da gripe. São priorizados os grupos mais suscetíveis ao agravamento de doenças respiratórias.

A vacina contra gripe é segura e reduz as complicações que podem produzir casos graves da doença, internações e óbitos. Estudos demonstram que a vacinação pode reduzir entre 32% a 45% o número de hospitalizações por pneumonias e de 39% a 75% a mortalidade por complicações da influenza.

Além da vacinação destinada aos grupos de risco, é importante manter hábitos saudáveis de higiene, como lavar sempre as mãos e manter os ambientes arejados para se proteger da gripe.

REAÇÕES ADVERSAS

Após a aplicação da vacina, podem ocorrer, de forma rara, dor no local da injeção, vermelhidão e induração. São manifestações consideradas benignas, cujos efeitos passam, na maioria das vezes, em 48 horas. A vacina é contraindicada para pessoas com história de reação anafilática prévia em doses anteriores ou para quem tem alergia grave relacionada a ovo de galinha e seus derivados.


























Próxima NotíciaInscrições abertas para o 2º Prêmio Guaracuí de Literatura Inscrições abertas para o 2º Prêmio Guaracuí de Literatura