Secretaria de Saúde e corretores de imóveis firmam parceria para combater a dengue em Registro

Corretores farão vistoria nos imóveis para venda e locação com objetivo de evitar os criadouros do mosquito.
O combate à dengue ganhou mais aliados em Registro. A Secretaria de Saúde da Prefeitura firmou parceria com o Conselho Regional de Corretores de Imóveis (CRECI-SP) para evitar a proliferação do mosquito transmissor da dengue. Para isso, os corretores farão vistoria nos imóveis fechados para locação e venda, com o objetivo de evitar os criadouros do Aedes aegypti.

Nesta segunda-feira, 15 de junho, foi realizada a reunião de sensibilização e orientação dos corretores de Registro. Realizado no auditório da Secretaria Municipal de Educação, o encontro contou com a presença do Prefeito Gilson Fantin; do Delegado Regional do CRECI-SP, Manoel Chikaoka; da Secretária Municipal de Saúde, Jô Rangel; o Chefe da Vigilância Sanitária, Urio Pioker; Chefe da Vigilância Epidemiológica, Ezeiza Stockler; agentes de combate às endemias e corretores de imóveis.

“A parceria com a sociedade é fundamental para o sucesso dos projetos em saúde. Sem a ajuda da comunidade, o Poder Público sozinho não consegue combater a dengue. Quero agradecer o apoio do CRECI e dos corretores nessa batalha”, afirmou o prefeito Gilson.

Manoel Chikaoka também pediu o engajamento da categoria. “São ações simples, mas que podem contribuir com a saúde pública. Se cada corretor tiver esse olhar criterioso ao verificar os imóveis, podemos contribuir para eliminar os criadouros do mosquito transmissor da dengue”, destacou o delegado regional do CRECI.

Ao apresentar as orientações para os corretores, Urio Pioker revelou que 85% dos criadouros do mosquito são encontrados dentro das residências. “O Aedes aegypti é um mosquito que gosta de ficar dentro de casa, onde encontra facilmente as fontes de alimento, neste caso, nós seres humanos. Por isso é preciso verificar tudo o que pode acumular água, como recipiente atrás da geladeira, vasilhas de água dos animais, vasos de planta”, explicou o chefe da Vigilância Sanitária.

Os corretores de imóveis receberam adesivos, que serão colados nos imóveis vistoriados. Essa vistoria será atualizada periodicamente. “Na época de frio, podemos não ter o vírus circulando, mas o mosquito da dengue continua no ambiente e se proliferando, por isso as ações preventivas não podem parar”, concluiu Urio.





























Próxima NotíciaAplicativo Zeladoria de Registro está disponível também para iOS Aplicativo Zeladoria de Registro está disponível também para iOS