Registro integra comissão para elaboração do Plano Estadual de Cultura

Município sediou reunião regional da Secretaria da Cultura do Estado para debater políticas públicas voltadas ao setor.
Em reunião regional realizada na sexta-feira, 11 de julho, foram eleitos os representantes do Vale do Ribeira na comissão de Sistematização de Informações, Elaboração e Redação do Plano Estadual de Cultura, documento de planejamento da política cultural de São Paulo nos próximos dez anos. O diretor de Desenvolvimento Econômico e Social da Prefeitura de Registro, Carlos Alberto Pereira Junior, foi eleito como titular, enquanto a secretária de Cultura de Cananeia, Maria Rita Basso, é a suplente.

“Agradeço pela confiança de todos. Vamos levar para o texto as necessidades e características do Vale, assim como destacar o papel fundamental que a cultura tem para estabelecer os laços entre os moradores e as cidades do Vale, lançando um novo olhar para a região tão promissora”, afirmou Carlos Júnior.

As reuniões regionais são a primeira etapa para elaboração do Plano Estadual de Cultura. As audiências são realizadas pelo Governo de São Paulo, por meio da coordenação da Secretaria Estadual de Cultura. Os debates têm como referência as propostas aprovadas na Conferência Estadual de Cultura 2013. Em Registro, a reunião contou com a presença de representantes de Iguape, Juquiá, Sete Barras, Eldorado, Iporanga, Itariri, Miracatu, Cananeia, Cajati, Pariquera-Açu e Registro.

O encontro foi coordenado por Sérgio Maranhão, membro da comissão paulista, ligado ao Gabinete do Secretário de Cultura, Marcelo Araújo. Ao abrir a reunião, o secretário municipal de Cultura de Registro, Cristiano Martins Oliveira, deu as boas-vindas a todos e destacou a importância do momento, assim como o prazer de Registro em sediar uma ação tão importante para o futuro da cultura paulista e do Vale do Ribeira. “Nossa região possui uma grande diversidade cultural e precisa participar ativamente do processo de construção das políticas públicas, não só para valorizar suas tradições e manifestações artísticas, como também fortalecer e difundir suas riquezas culturais para todo o Estado”, afirmou Cristiano.

A COMISSÃO

A Comissão de Elaboração e Redação do Plano Estadual de Cultura contará com 42 membros – sendo vinte deles escolhidos diretamente nos encontros regionais. Outros nove serão indicados por organizações ligadas às comunidades LGBT, negra, indígena, das pessoas com deficiência, entre outros; mais dez representantes de linguagens e segmentos culturais diversos; e outros três membros que serão escolhidos a critério do Secretário de Estado da Cultura. Caberá aos membros da Comissão discutir objetivos, diretrizes e metas que constarão no Plano Estadual de Cultura, bem como redigir todas as partes que constituirão a proposta final.





























Próxima NotíciaAplicativo Zeladoria de Registro está disponível também para iOS Aplicativo Zeladoria de Registro está disponível também para iOS