Secretaria de Saúde de Registro alerta sobre surto de caxumba

Município tem 19 casos registrados. Quem apresentar sinais e sintomas deve evitar contato social, já que a doença é altamente contagiosa.
A Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde de Registro alerta a população para os cuidados necessários para evitar a transmissão da caxumba, tendo em vista que o município vive um surto da doença. Comum na primavera, a caxumba já atingiu 19 pessoas em Registro nesse último mês, com três surtos registrados em um açougue, numa igreja e numa família.

A chefe da Vigilância Epidemiológica, Ezeiza Stockler, destaca que a caxumba não é uma doença grave, mas a inflamação pode afetar o ovário nas mulheres e os testículos nos homens, com risco de causar esterilidade. Por isso é importante o repouso, principalmente para quem está no período da puberdade.

Causada por um vírus, a caxumba é altamente contagiosa. O contágio ocorre pelo contato com as gotículas de saliva e o período de transmissão varia entre 12 e 25 dias. Nesse período, quem apresenta os sinais e sintomas deve evitar o contato social, ou seja, não frequentar escolas, creches, igrejas e clubes.

A caxumba causa inflamação das glândulas parótidas e se caracteriza pelo inchaço dessas glândulas (embaixo da orelha até a mandíbula), febre, dor muscular, cansaço e dor ao mastigar ou engolir. As Unidades de Saúde devem comunicar a Secretaria de Saúde ou a Vigilância Epidemiológica ao atenderem pacientes que apresentarem esses sintomas.

“A caxumba não é uma doença de notificação compulsória, exceto quando se vive um surto. No caso de Registro, é importante notificar os órgãos de saúde, para que possamos fazer o acompanhamento da doença”, explica Ezeiza. Mais informações podem ser obtidas na VE pelo telefone 3822-1411 ou 3821-6009.
Próxima NotíciaAplicativo Zeladoria de Registro está disponível também para iOS Aplicativo Zeladoria de Registro está disponível também para iOS